Pesquisa aponta que 41% das ONGs temem não ter apoio financeiro no pós-pandemia


Uma pesquisa realizada em novembro de 2020 pelo Datafolha junto com a Ambev apontou que cerca de metade das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) do Brasil enfrentarão dificuldades para se manter no pós-pandemia. De acordo com o levantamento, os desafios já enfrentados pelas entidades sem fins lucrativos foram acentuados ao longo do ano passado, inclusive com aumentos de despesas, devido à necessidade de comprar produtos relacionados à prevenção da COVID-19 (20%), alimentos (14%) e investimentos em estrutura para trabalho remoto (10%).

Entre as principais dificuldades destacadas para o pós-pandemia no Terceiro Setor estão: a falta de apoiadores financeiros (41%), doações de materiais e equipamentos (13%) e voluntários para ajudarem a organização a se reerguer (11%).

O levantamento aponta ainda que o aumento de pessoas atendidas no período pós-pandemia também preocupa. Entre as ONGs que acreditam que o número de pessoas irá aumentar, 54% estão no Nordeste, 37% no Sudeste, 26% no Centro-Oeste e Norte e 17% no Sul.

Fonte: Observatório do Terceiro Setor e Folha de São Paulo

Foto: Luiz Gonzales / Unsplash


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo